O projeto OvoValor II, que reúne quatro sócios portugueses e um parceiro espanhol, consiste no seguimento e na exploração dos resultados do projeto "OvoValor - Valorização de resíduos de ovoprodutos para obtenção de compostos de elevado valor acrescentado com utilização da indústria biomédica e alimentar", executado ao abrigo do programa IDEIA - I&D Empresarial Aplicado.


Assim, partindo dos resultados do projeto OvoValor, cujo desenvolvimento se revela estratégico para o promotor líder, a empresa CPC - Castro, Pinto & Costa, Lda., pretende aperfeiçoar, testar e desenvolver novas técnicas e produtos para valorização da fração orgânica dos subprodutos supracitados através da obtenção de diversos péptidos bioativos provenientes da hidrólise das diversas proteínas que constituem estes resíduos, que se pretendem introduzir nos mercados alimentar, cosmético e farmacêutico.


No entanto, visando também o progresso e a sustentabilidade deste processo, prevê-se agora a integração da valorização da fração inorgânica através da sua aplicação em técnicas inovadoras de remediação de solos e a possibilidade da sua incorporação em produtos alimentares contribuindo assim para o seu enriquecimento.


Este é um projeto financiado pelo Quadro de Referência Estratégico Nacional, no âmbito do Programa Operacional Fatores de Competitividade, ao abrigo do Sistema de Incentivos à Investigação e Desenvolvimento Tecnológico (SI I&DT), enquadrado na modalidade de Projetos de I&DT Empresas em Co Promoção do Programa Estratégico +E+I. Deste modo, do montante de investimento global de 166.965,01€, 120.852,71€ são provenientes do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

 

Para atingir estes objetivos, o consórcio reúne:

- CPC - Castro, Pinto & Costa, Lda. (Maia);

- Derovo - Derivados de Ovos, S.A. (Pombal);

- Centro de Engenharia Biológica da Universidade do Minho (Braga);

- CVR - Centro para a Valorização de Resíduos (Guimarães);

- RVA - Recursos y Valorización Ambiental del Norte (Espanha/Corunha).


.